Lucky! (:

Partilha de experiências e diário de uma mudança… a busca de uma vida, uma saúde e um corpo melhor

Tentações, e problemas… Fevereiro 4, 2009

imagem aqui

Olá! Então, como vai a vossa semana?

Por aqui vai indo, não muito bem, mas andando. Como já disse, as aulas começaram, mas ainda não em força. Hoje, por exemplo, teria duas aulas e afinal não tive nenhuma! Ainda me estou a habituar a acordar cedo, por isso ando um pouco cansada. Mesmo assim hoje só acordei às 9h, já que só teria aulas à tarde, mas nos outros dias tenho acordado às 7h. Nada de especial, apenas já me tinha desabituado!

Já sei as notas de todas as cinco cadeiras que fiz no semestre passado! Já que a Amendoinha perguntou, estas foram: Hábitos Alimentares I – 14, Química Orgânica – 14, Histologia – 15, Anatomia Humana I – 16 e Biologia Celular – 18 =D Acho que até foram bastante boas!

A alimentação vai bem, excepto o tal almoço de Segunda Feira. Ontem a minha mãe fez brigadeiros, que eu tenho vindo a resistir até agora, e que vou continuar a resistir! Ao ginásio também fui certo na Segunda e na Terça, e também hei-de ir hoje. Daqui a uma hora tenho é uma consulta na ginecologista… devo voltar a tomar a pílula, que tinha deixado de tomar à uns meses. Só espero que não mexa com o meu apetite. E que não me dê retenção de líquidos ou algo do género.

A parte má da semana, e que me tem deixado um pouco em baixo, é que ando com uns problemas com o namorado. Estamos juntos à mais de 4 anos e meio e já passámos por muito, inclusive já morámos juntos por quase um ano. Somos bastante diferentes, mas ao mesmo tempo muito parecidos. Ambos gostamos de cinema e de música, ambos somos relativamente calmos, ambos gostamos de conversar sobre tudo e mais alguma coisa e temos conhecimentos (por mínimos que sejam) sobre a maior parte dos assuntos. Devido a isso, raramente nos aborrecemos juntos. A parte má é que ambos somos teimosos e orgulhosos, daí que quando nos chocamos são discussões um pouco difíceis. E ao longo do tempo em que estamos juntos, já chocámos bastantes vezes. Este ano em particular passámos por momentos difíceis. Por várias vezes pensei que iamos nos separar, mas aguentámos tudo e parecíamos ficar cada vez mais fortes.

Este fim de semana, quando tudo me parecia “bem”, voltámos a ter problemas. Ele tem alguma dificuldade em confiar a 100% em mim, coisa que eu percebo, devido a várias situações que passámos, mas também sei que com o tempo consigo recuperar a confiança perdida. Mas, ele diz-me que há coisas que faço que o impedem de voltar a confiar, formas como me comporto quando estou longe dele, por exemplo, que o deixam de pé atrás comigo. A questão é, se eu mudei, a mudança não foi tão radical quanto ele a sente. Sei que ele sente assim por causa dos “tremeliques” na relação. Por outro lado, não quero magoá-lo, não quero perdê-lo, porque se há altura em que mais tive a certeza que o amo, é agora. Mas ele afasta-me e trata-me com frieza. Sei que é apenas para se proteger, e compreendo-o perfeitamente, mas também me doí a mim. Sei que consigo corrigir os meus erros e consertar o que está mal, mas preciso de uma oportunidade, e essa só ele me pode dar.

Desculpem o desabafo! Tenho algumas dificuldades de expressão oral, então é mais fácil para mim escrever mesmo!

Esses problemas, felizmente, não estão a interferir com a R.A. nem com as idas ao ginásio. Estou a tentar separar as coisas ao máximo. Nos tempos livres tenho andado praticamente só a ler, tanto que acabei o livro hoje.

E é isso! Espero só que tudo melhore, e depressa, que sinto-me agoniada assim!

Beijinho!*

Anúncios